Claro, exigir algum nível básico de experiência pode ser uma boa idéia na hora da contratação. Faz sentido ir atrás de candidatos com seis meses a um ano de experiência. Demora muito tempo para interiorizar o idioma, aprender como as coisas funcionam, entender as ferramentas pertinentes, etc. Mas depois disso, a curva se achata. Há muito pouca diferença entre um candidato com seis meses de experiência e um com seis anos. A verdadeira diferença vem da dedicação do indivíduo, personalidade e inteligência.

via: Don’t Hire Experience, Hire Learners