Democratizando a socioexpografia

Dissertação de mestrado em Ciência da Informação

Universidade Federal Fluminense - 2013-2015

Disponível em: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7540

Busca analisar as ações de pesquisadores acadêmicos na web aberta. Para tanto faz uma  revisão de literatura de problemas norteadores da pesquisa como o conceito de abertura  (openness), a consumerização da tecnologia da informação, e as correntes de pensamento da  ciência aberta. Faz uma introdução de questões relacionadas a produção do conhecimento na  academia, como a dos pesquisadores e o ethos da ciência, as tradições de pesquisa acadêmicas  e o ciclo de vida da pesquisa acadêmica. Para a criação da metodologia para análise das ações dos pesquisadores, a gestão do conhecimento é vista como uma disciplina que provê a definição de critérios para a utilização de tecnologias emergentes para a colaboração e a  pirâmide do engajamento para identificar as ações possíveis na web. A partir da  fundamentação teórica, desenvolve uma metodologia para avaliação das ações de  engajamento acadêmico através da análise de sites de pesquisadores e da colaboração através  do envio de um questionário. Em suas conclusões identificou a diversidade de ações dos  acadêmicos em relação às formas de engajamento e adoção das tecnologias digitais, em  consonância com a emergência de iniciativas relacionadas a própria ciência aberta. Além de sugerir direções para novas pesquisas em ciência da informação relacionadas ao tema.