Design da Participação | Socioexpografia | Tecnologia Humanista

Fabiano de Sousa Caruso

Florianópolis - Santa Catarina

Experiência em pesquisa, coordenação de equipes e gestão de projetos educacionais envolvendo a adoção de tecnologias digitais emergentes. Atuei com consultoria, gestão de comunidades, assistente de  atendimento e treinamento, além de desenvolver produtos e programas de capacitação voltados para o apoio a processos abertos de aprendizagem e colaboração interorganizacionais.

Trajetória Profissional

EXTRALIBRIS: ALÉM DOS LIVROS

Pesquisador e consultor educacional - Desde janeiro de 2003.

Idealizador e gestor da ExtraLibris (extralibris.org) implementando projetos para o incentivo a aprendizagem continuada entre estudantes, pesquisadores e profissionais interessados no futuro das bibliotecas e a democratização da cultura do ensino superior. Desenvolvi uma metodologia e plataforma orientada a socioexpografia e atualmente oferta cursos, consultoria e certificação profissional.

FUNDAÇÃO CATARINENSE DE CULTURA

Consultor sênior - De abril de 2017 a dezembro de 2018

A partir de um acordo de cooperação técnica, atuei com pesquisa aplicada para o desenvolvimento de uma nova tecnologia para organização de acervos culturais. O que derivou o desenvolvimento de uma plataforma digital e da metodologia ExtraLibris, adotada atualmente pela Biblioteca de Arte & Cultura do CIC (artecultura.inf.br) e pelo Núcleo de Pesquisa e Documentação do Museu de Arte de Santa Catarina (masc.inf.br).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

Professor substituto - Departamento de Ciência da Informação - De abril de 2015 a fevereiro de 2017

Responsável pelas disciplinas de gestão da qualidade, estudo de usuários e de comunidades, metodologia da pesquisa, ética profissional, serviços de pesquisa e referência, gestão da informação e arquivos, introdução a ciência da informação, recuperação da informação e sistemas de organização do conhecimento, para sete cursos de graduação e quatorze turmas.

TERRAFORUM CONSULTORIA EM GESTÃO DO CONHECIMENTO

Consultor sênior em gestão do conhecimento – De abril de 2011 a junho 2012

Consultor em projetos de desenvolvimento de software, desenvolvimento de portais corporativos, análise de redes sociais, aprendizagem organizacional, gestão do conhecimento e sistemas de gestão da inovação.

TIM: Definição de um modelo estratégico para a formação de comunidades para aprendizagem e implementação de uma rede social corporativa.

LIGHT: Mapeamento dos processos da diretoria de planejamento da Light e definição de uma proposta de transferência do conhecimento em apoio aos projetos de subestações de energia elétrica.

PETROBRAS: Atuando na fase de diagnóstico do modelo de governança da Universidade Petrobras, para apoio ao desenvolvimento uma proposta de integração de várias escolas a partir do uso de novas tecnologias educacionais.

SAMARCO: Análise de mídias sociais. Identificação potenciais cenários de risco da mineradora, a partir do monitoramento de agentes da sociedade civil mobilizando-se em vários canais digitais.

FIRJAN: Apoio ao desenvolvimento de um projeto de criação de um portal de .

INMETRO – DIRETORIA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

Gestor educacional na incubadora de projetos – De novembro de 2008 a junho de 2010 .

Responsável pelo Núcleo de Informação e Capacitação da Incubadora de Projetos do Inmetro. Desenvolvi uma estratégia para implementação um modelo de Rede Colaborativa para apoiar os processos intraorganizacionais e interorganizacionais. Atuei liderando a equipe de profissionais responsável pela infraestrutura e implementação de sistemas de informação colaborativos para apoio ao Time Gestor, Empresas Incubadas e Parceiros do projeto.

Arquiteto da informação – De setembro de 2007 a novembro de 2008

Responsável pelo projeto de arquitetura de informação para projetos internos do Inmetro e definição de requisitos funcionais para monitoramento e recuperação das informações nas bases de dados de produtos e serviços oferecidos pela instituição. Apoio ao programa de gestão do conhecimento do Inmetro, coordenando a implementação e treinamento no uso de sistemas de informação colaborativos para apoio a Gestão da Coordenação de Inovação Tecnológica e ao desenvolvimento do relatório do Prêmio Nacional de Qualidade - PQGF.

FUNDAÇÃO CERTI - CENTRO DE REFERÊNCIA EM TECNOLOGIAS INOVADORAS

Gestor do Setor de Informação – de fevereiro de 2006 a agosto de 2007

Responsável pelo gerenciamento da rede de bibliotecas e centros de documentação da instituição. Desenvolvendo um conceito de biblioteca aberta, utilizando blogs, wikis e sistemas colaborativos para apoio aos serviços de informação e documentação. Membro da comissão interna para o desenvolvimento de plataformas de comunicação interna, integrando tecnologias emergentes como suporte a comunidades de pesquisa e desenvolvimento de projetos.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

Bolsa de iniciação científica – Informação em engenharia mecânica – 2005.

Estagiário - Setor de informação na Fundação Certi - 2004 - 2006.

Projeto de extensão – Revitalização de bibliotecas escolares  – 2004.

Bolsista – Laboratório de gestão de tecnologia e informação – 2003.

Bolsista – Laboratório de gestão de tecnologias educacionais – 2002.

UNIBANCO

Assistente de atendimento bancário - 2001

TELEFÔNICA CELULAR

Assistente de treinamento na diretoria de recursos humanos - 1998-2000

Membro da equipe responsável pelo produção de recursos de capacitação para o programa de formação de agentes credenciados para habilitação de telefones celulares no processo de ampliação da rede de telefonia celular no país.

Formação acadêmica

MESTRADO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO

UFF - Universidade Federal Fluminense - 2013-2015

Ciência Aberta: ações de pesquisadores acadêmicos na web aberta

Busca analisar as ações de pesquisadores acadêmicos na web aberta. Para tanto faz uma  revisão de literatura de problemas norteadores da pesquisa como o conceito de abertura  (openness), a consumerização da tecnologia da informação, e as correntes de pensamento da  ciência aberta. Faz uma introdução de questões relacionadas a produção do conhecimento na  academia, como a dos pesquisadores e o ethos da ciência, as tradições de pesquisa acadêmicas  e o ciclo de vida da pesquisa acadêmica. Para a criação da metodologia para análise das ações dos pesquisadores, a gestão do conhecimento é vista como uma disciplina que provê a definição de critérios para a utilização de tecnologias emergentes para a colaboração e a  pirâmide do engajamento para identificar as ações possíveis na web. A partir da  fundamentação teórica, desenvolve uma metodologia para avaliação das ações de  engajamento acadêmico através da análise de sites de pesquisadores e da colaboração através  do envio de um questionário. Em suas conclusões identificou a diversidade de ações dos  acadêmicos em relação às formas de engajamento e adoção das tecnologias digitais, em  consonância com a emergência de iniciativas relacionadas a própria ciência aberta. Além de sugerir direções para novas pesquisas em ciência da informação relacionadas ao tema.

BACHARELADO EM BIBLIOTECONOMIA

UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina - SC – 2002-2006

CULTURA INGLESA

Inglês intermediário - excelente nível de leitura técnica e conversação.